Encondroma na Mão

A descoberta de um tumor geralmente traz preocupação e ansiedade. Felizmente, os tumores mais comuns das mãos e punhos são benignos. Neste texto falaremos sobre o encondroma, um tumor encontrado no osso.

O que é o encondroma?

Encondroma é um tumor ósseo benigno encontrado com frequência nas mãos.

Ele é formado por células cartilaginosas. Trata-se do tumor ósseo mais comum da mão (90%) e geralmente acomete crianças e adultos jovens (maior parte dos pacientes tem entre 10 e 40 anos).

Quais sintomas o encondroma causa?

Costuma ser indolor. Muitos pacientes procuram atendimento referindo aumento de volume no dedo e muitos pacientes descobrem que tinham esse tumor após uma fratura devido a um pequeno trauma, que habitualmente não teria intensidade suficiente para quebrar o osso.

Alguns pacientes descobrem que possuem o encondroma por “achado de exame”. Isto é, tiveram que fazer um exame por algum outro motivo e foi visto o tumor.

Que exame de imagem deve ser feito?

Radiografia (Raio X) costuma ser solicitada.

Encondroma na mão | Dra. Renata Paulos

Exemplo de radiografia mostrando um encondroma na sua localização mais comum (falange proximal do dedo).

Quem tem encondroma na mão sempre precisa de cirurgia?

Não obrigatoriamente.  Lesões pequenas, com características típicas, que geralmente foram diagnosticadas por “achado de exame”, podem ser apenas observadas. Lesões maiores costumam ser operadas.

Para pacientes que descobriram a lesão devido a uma fratura, muitas vezes aguardamos a consolidação da fratura para realizar o tratamento cirúrgico do tumor.

Como é a cirurgia?

Na cirurgia, fazemos uma pequena abertura na parte externa do osso, que chamamos de cortical, e removemos todo o conteúdo alterado que está no seu interior, o que deixa uma área “oca”.

Após isso, geralmente esse “vazio” é preenchido e isso pode ser feito de formas diferentes:  com uso de enxerto ósseo do próprio paciente ou com alguns materiais industrializados.

O que é a Doença de Ollier e a síndrome de Maffucci?

A doença de Ollier, também chamada de encondromatose múltipla, é caracterizada por múltiplos encondromas nas mãos e nos pés. Muitas vezes apenas um lado é acometido.

Nesses casos, a chance de malignização do tumor é maior, devendo ser feitas avaliações periódicas.

Encondroma na mão | Dra. Renata Paulos

Exemplo de rx de paciente com encondromatose múltipla (doença de Olier).

A sd de Maffucci apresenta múltiplos encondromas, como na doença de Ollier, mas os pacientes também possuem múltiplos hemangiomas. Também há necessidade de acompanhamento periódico dos pacientes pelo risco aumentado de transformação maligna das lesões.

Importante: Todo tratamento ideal deve ser individualizado e definido após uma avaliação médica criteriosa.
Consulte um ortopedista especialista em mãos.

Referências:
Green’s Operative Hand Surgery

FAQ

1. Para quem tem apenas um encondroma, ele pode se transformar em um tumor maligno?

 Pode, mas é raro isso acontecer.

2. Depois de operado, o encondroma pode voltar?

Sim, há um risco de recidiva de aproximadamente 5-7%

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *