Agendamento: 11 5084.1280 | 11 3050.5570
Síndrome Do Túnel Do Carpo

Síndrome do Túnel do Carpo

Já acordou a noite com a mão formigando? Isso já deve ter acontecido com quase todo mundo, mas passa a ser um sinal preocupante quando acontece de forma frequente.

Acordar sempre durante a noite com a mão formigando e chacoalhá-la para tentar recuperar a sensibilidade é um sinal de que algo deve estar errado com um dos nervos do membro superior. Se os dedos mais atingidos são o polegar, o segundo (indicador) e o terceiro (médio), o problema deve estar relacionado ao nervo mediano no punho.

Sente ”choques” na palma da mão/punho? Outro sinal para o mesmo problema. Trata-se de algo muito comum e conhecido como síndrome do túnel do carpo.

  • O que é o túnel do carpo?

O túnel do carpo se localiza no punho. É a região por onde passam nove tendões e o nervo mediano. O túnel é delimitado por ossos e seu teto é formado pelo ligamento carpal transverso, que é um estrutura frime, sem grande potencial elástico.

Síndrome do Túnel do Carpo

  • O tratamento é sempre cirúrgico?

NÃO, o tratamento não é sempre cirúrgico! Muitas vezes conseguimos tratar sem operação, utilizando uma imobilização noturna e medicamento anti-inflamatório. Para definir o tratamento, avaliação especializada é fundamental, pois o grau de acometimento nervoso deverá ser levado em consideração. Nos casos bem frequentes do problema aparecer na gestação, utilizamos a imobilização e geralmente os sintomas melhoram após o puerpério.

  • O que pode acontecer quando o tratamento adequado não é realizado?

Pode haver diminuição da sensibilidade da mão (em especial na ponta dos dedos – polegar, segundo e terceiro) e em casos mais avançados pode haver atrofia de parte da musculatura da palma da mão, conhecida como musculatura tenar, o que pode trazer déficit de alguns movimentos.

  • Temos que fazer exames para saber o diagnóstico?

O diagnóstico é feito pela história e exame físico. Exames complementares podem ser feitos para documentar o problema e identificar algumas variações que podem existir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *